A Percepção que temos

 

Cada pessoa tem uma percepção diferente de como vê as coisas e seu mundo. O Coaching acredita que todos temos uma boa intenção por trás de tudo que fazemos, mesmo quando erramos. Por isso no Coaching não existe o julgamento, tudo depende dos valores, percepções, autoconhecimento, consciência e o mundo da pessoa. Todos estamos em busca da nossa felicidade e realização, mesmo quando não estamos no caminho certo, e quando não temos um foco definido, a sensação é de estarmos e ficarmos perdidos e com isso desperdiçamos muitas informações com uma percepção errada.

Nenhum homem escolhe o mal por ser mal, mas apenas por confundi-lo com felicidade, que é o que ele busca. Mary Wollstonecraft

A percepção é um processo complexo com múltiplas facetas, iniciada quando nossos neurônios sensoriais captam informações do meio ambiente e as enviam ao cérebro na forma de impulsos elétricos. Temos uma percepção sensorial limitada. Não vemos a radiação infravermelha ou percebemos os campos eletromagnéticos como os pássaros que usam essa informação para se orientar.

A quantidade de informação que entra por meio dos cinco sentidos é impressionante; cerca de 400 bilhões de bits por segundo. Não recebemos nem processamos conscientemente essa quantidade. Pesquisadores afirmam que passam por nossa consciência apenas dois mil bits por segundo.

Nas palavras do Dr. Andrew Newberg, quando o cérebro trabalha para tentar criar uma história do mundo, ele precisa se livrar de muitos dados supérfluos. O cérebro precisa filtrar uma tremenda quantidade de informação irrelevante para nós, tudo isso sem percebermos.

Ele faz isso inibindo coisas, evitando que algumas respostas e informações neurais acabem por chegar ao nível consciente, e assim ignoramos a cadeira em que estamos sentados. Ou seja, filtrando o que é conhecido. E, então, existe a filtragem do que é desconhecido…

Ao vermos alguma coisa que o cérebro não consegue identificar, buscamos algo similar. Se não houver nada semelhante, ou se for algo que saibamos não ser real, descartamos a informação com:

“Eu devo estar imaginando coisas”.

Assim, nós não percebemos a realidade de fato, mas vemos a imagem dela que nosso cérebro construiu, usando o impulso sensorial e associações obtidas em suas vastas redes neurais.

Desperdiçamos as informações que estamos procurando, cada vez mais desfocando do que queremos por obter informações desnecessárias ou que já são reais e você já obtemos, e não mantendo a sua atenção no que realmente é necessário para obter o que deseja.

Dependendo de suas experiências, diz o Dr. Newberg, e de como você as processa, você realmente cria um mundo visual. O cérebro é, afinal, quem percebe a realidade e cria nossa versão do mundo.

Por isso a importância do autoconhecimento, do estar focado no que queremos e não no que não queremos. Normalmente estamos focados no que não queremos, falamos e pensamos no que não queremos, deixando de lado a atenção no que queremos de verdade. Assim desperdiçamos muitas informações e respostas que precisamos para resolver ou eliminar os seus obstáculos que o impedi que chegar ou ser o que quer ser ou deseja.

Estudos comprovam que estamos apenas 5% do tempo com o foco no presente, os outros 95% estamos focados no futuro ou passado. Desperdiçando muito tempo, energia e criando a frustação por não conseguir visualizar a realização dos seus objetivos, sonhos.

O Coaching ajuda a pessoa a tomar consciência do que precisa, do que já tem, trazendo o foco ao objetivo dela e assim ativando o máximo de informações para obter as respostas e soluções necessárias e uma visão mais ampla e verdadeira da sua realidade. Através de perguntas pertinentes proporcionar o autoconhecimento e busca pelo crescimento pessoal, trazendo o foco para o “agora” e assim acelerando o processo da conquista de seus sonhos.

Manter o foco no presente contribui para nos tornar mais equilibrados e saudáveis, tanto física quanto mentalmente.

 

 

Deixe seu comentário…